Twitter Facebook Google Plus Youtube

Southern Rock Rádio

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Molly Hatchet

Molly Hatchet

O Molly Hatchet surgiu em 1975 e é proveniente da cidade, celeiro de boas bandas, de Jacksonville, na Flórida. A primeira formação da banda contava com Danny Joe Brown nos vocais, Bruce Crump na bateria, Banner Thomas no baixo, e seus três guitarristas: Dave Hlubek, Steve Holland e Duane Roland.
Durante um bom tempo a banda não teve um nome fixo, até que eles decidiram escolher um nome. Cada membro da banda sugeriu um nome e o escolhido foi Molly Hatchet, que era o nome de uma prostituta do século XVII, que, supostamente, decapitava e mutilava seus clientes.

A banda começou a tocar em pequenos bares e clubes pela região e não demorou muito para que chamassem a atenção da Epic Records e, do já mítico, Ronnie Van Zant. Estava tudo certo para o lançamento do álbum de estréia da banda, que teria como produtor Ronnie Van Zant, mas a morte do vocalista do Lynyrd Skynyrd adiou as gravações e eles tiveram que arrumar um outro produtor, Tom Werman.

O álbum de estréia da banda, "Molly Hatchet", foi lançado em 1 de setembro de 1978 pela Epic Records. Dizem que o álbum de estréia de uma banda é fundamental para o resto de sua carreira e o Molly Hatchet não decepcionou em sua estréia. Com claras influências, das já clássicas bandas do Southern Rock, de Lynyrd Skynyrd, Allman Brothers e de bandas de Hard Rock, o Molly Hatchet estréia com um álbum magnifico. Os destaques do álbum ficam para "Bounty Hunter", "Gator Country", "Dreams I'll Never See" e "Big Apple". O álbum já vendeu mais de 1 milhão de cópias nos EUA e é sem dúvida um dos maiores clássicos do Southern Rock.

Na turnê que se seguiu ao lançamento do álbum, o Molly Hatchet abriu shows para o Aerosmith, Bob Seger, REO Speedwagon, UFO e diversas outras bandas de renome, que ajudaram a alavancar ás vendas do seu álbum de estréia.

O álbum de estréia não foi bom só pelas músicas, mas também pela arte da capa. A pintura que estampa a capa do álbum "Molly Hatchet", intitulada "The Death Dealer" é de autoria do artista Frank Frazetta. A capa se distancia de tudo o que era feito dentro do Southern Rock e de muitos estilos da época..

O segundo álbum da banda, "Flirtin' with Disaster", foi lançado em outubro de 1979 e não demorou a se tornar um sucesso, pois em cerca de 5 meses vendeu mais de 1 milhão de cópias e em 1986 ultrapassou a marca de 2 milhões de cópias vendidas nos EUA. O álbum conta com mais uma capa desenhada por Frank Frazetta, intitulada "Dark Kingdom". Os destaques do álbum são as faixas "Whiskey Man", "It's All Over Now", "Flirtin' with Disaster", "Let the Good Times Roll", "Boogie No More" e "Gunsmoke". Hard Rock puro e sem frescuras.

Tudo estava indo muito bem, dois ótimos CD's lançados, milhões de álbuns vendidos em dois anos e uma enorme base de fãs formada, mas aconteceu em 1980 a primeira baixa na formação da banda. O vocalista Danny Joe Brown deixou a banda após alguns desentendimentos, fora que ele tinha acabado de ser diagnosticado com Diabetes. Jimmy Ferrar assumiu os vocais para o próximo álbum.

Junto com Farrar veio uma nova abordagem para o som da banda. Os álbuns anteriores apresentam maior variação no tom da guitarra e estilo e exibiam uma influência cultural do Sul distinta. Com a entrada de Farrar, a banda se distancia um pouco das influências do Sul e com isso a banda entra em um ramo mais popular na época, algo que levou o Molly Hatchet a desfrutar de um aumento da popularidade no início de 1980.

"Beatin' the Odds" foi lançado em setembro de 1980.

Após sair do Molly Hatchet, Danny iniciou sua própria banda, a Danny Joe Brown Band, que contava com Bobby Ingram, futuro membro do Molly Hatchet. A banda lançou apenas um trabalho, o homônimo "The Danny Joe Brown Band" em 1981.

Beatin' the Odds" , vendeu mais de 1 milhão de cópias.

"Take No Prisoners" foi lançado em novembro de 1981.

Em 1981 e 1982 houve diversas mudanças na banda. Banner Thomas, baixista original da banda, sai para a entrada de Riff West, Bruce Crump, baterista original, sai para dar lugar a BB Borden, e Jimmy Farrar sai e abre espaço para o retorno de Danny Joe Brown.

"No Guts ... No Glory" foi lançado em 1983 e é o único álbum da banda que não tem um caráter épico e temas relacionados a fantasia na sua capa. O álbum contém a faixa o tributo a John Lennon, "Fall of the Peacemakers”.  O álbum marca o retorno da banda ao estilo que os caracterizou nos dois primeiros álbuns. Durante a turnê para divulgar o álbum, sai o guitarrista Steve Holland.

Em 1984 veio o lançamento de um novo álbum, "The Deed Is Done”, que contou com o retorno de Bruce Crump na bateria. Esse é o primeiro álbum da banda com uma dupla de guitarristas, pois Steve Holland foi substituído pelo tecladista John Galvin. O som do álbum é bem diferente do Southern Rock, praticamente voltado inteiramente ao AOR, completando a transição para um som mais comercial.

Em 1985, é lançado "Double Trouble Live". O álbum ao vivo é um apanhado de várias apresentações da banda pelo Texas e sua cidade natal, Jacksonville, e conta com todos os clássicos, de "Whiskey Man", "Bounty Hunter", "Gator Country", "Flirtin' With Disaster", "Boogie No More”, "Edge of Sundown", "Fall of the Peacemakers" e "Beatin' the Odds", a cover de "Freebird", do Lynyrd Skynyrd.

Em 1987 Dave Hlubek deixa a banda para iniciar um tratamento contra as drogas e é substituído por Bobby Ingram. Em setembro de 1989 é lançado "Lightning Strikes Twice". Após o lançamento, a banda entrou em hiato de gravações, mas não parou de compor e muito menos de realizar seus shows.

Tudo estava certo para o lançamento de um novo álbum do Molly Hatchet em 1996, mas após um derrame e um agravamento da sua diabete crônica, Danny Joe Brown teve que deixar a banda, e foi substituído pelo vocalista Phil McCormack (ex- Roadducks) para terminar o álbum "Devil's Canyon".
Após a saída de Danny Joe Brown, o line-up da banda não continha um único membro da formação original do Molly Hatchet. Bobby Ingram  obteve licença dos membros originais para trabalhar com o nome.

Em 1996 é lançado "Devils Canion".

Em 1998 é lançado "Silent Reign of Heroes".

Em junho de 2000, Ingram se tornou o único proprietário da marca Molly Hatchet, tendo adquirido os direitos de Pat Armstrong, o gerente original da banda. "Kingdom of XII" é lançado no mesmo ano.

Em 2003 é lançado o duplo ao vivo "Locked and Loaded", em comemoração do 25° aniversário de lançamento do álbum de estréia da banda.

Em 2004 é lançada uma coletânea de regravações de nome “Best Of Re-Recorded, o que gerou a fúria de muitos fãs mais antigos da banda. Foram acusados de tentar “apagar” da memória as músicas originalmente gravadas pela formação original, e Bobby Ingram acabou sendo acusado de mercenário e de caráter duvidoso. Na segunda prensagem do disco vinha uma nota de Bobby Ingram “se defendendo” de tais acusações.

E para contornar tamanho mal-estar, em janeiro de 2005 Ingram convidou Dave Hlubek para se juntar ao Molly Hatchet, fazendo com que a banda voltasse a ter um membro da sua formação original, onde permanece até hoje.
No dia 10 de março de 2005, morre Danny Joe Brown devido à insuficiência renal, uma complicação da diabetes. Ele tinha 53 anos.
Ainda em 2005 é lançado "Warriors of the Rainbow Bridge", dedicado à memória de Danny Joe Brown e também a esposa de Bobby Ingram, falecida durante as gravações do disco. Imaginou-se que o título fosse uma alusão a Jimi Hendrix e sua música (Rainbow Bridge), mas Ingram confirmou que o título foi dado por causa da morte de sua esposa e que para se chegar ao outro lado, ela atravessou “a ponte do arco-íris”.

Em 2006 chega às lojas o primeiro DVD ao vivo do grupo. “Live in Hamburg” foi gravado num festival na cidade alemã.
Na segunda-feira, 19 de junho de 2006, o membro fundador do Molly Hatchet, o guitarrista Duane Roland morreu em sua casa, na Flórida, aos 53 anos de idade. Duane havia saído do Molly Hatchet em 1990 e era um membro do Southern Rock Allstars, um super grupo com diversas lendas do estilo.
Em 2010 o Molly Hatchet lançou "Justice", seu último álbum de estúdio até o momento.


0 comentários:

Postar um comentário