Twitter Facebook Google Plus Youtube

Southern Rock Rádio

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Kamtchatka

Kamtchatka

Kamtchatka é um tremendo power trio. Oriundo da Suécia, seu som é influenciado pelo rock praticado no final dos anos 60, combinando elementos de blues rock, stoner e psicodelia. Kamtchatka, pelo contexto histórico, é uma região vulcânica, ativa na Rússia, que divide Okhotsk e o mar de Bering.

Thomas "Juneor" Andersson (guitarra e vocal), Tobias Strandvik (bateria) e Per Wiberg (baixo) sempre sonharam em atingir o sucesso. São músicos profissionais há bastante tempo e se encontraram pela primeira vez no começo dos anos 2000. Cada um vinha de uma banda diferente, mas todas calcadas nos estilos que moldaram a identidade do Kamtchatka.

Além de ser influenciado por estilos citados acima, suas inspirações passeiam por artistas como Devo, Ali Farka Touré, Cactus, King Crimson, Kyuss, Sarah Vaughan e Chet Baker.

Em 2005 lançaram seu primeiro e autointitulado disco e já começaram a causar bastante “barulho” por todos os países da Europa.

No começo de 2007, foram banda de abertura da banda Clutch em alguns poucos países da Europa e de dois shows nos EUA.

Ainda em 2007, antes do lançamento de seu segundo álbum (“Volume II), o guitarrista Thomas Anderson colaborou com o projeto intitulado “King Hobo, do tecladista da banda Opeth, Per Wiberg, e o baterista da banda Clutch, Jean-Paul Gaster.

Seu terceiro disco, “Volume III”, foi lançado em março de 2009, fazendo com que fossem considerados como uma das bandas mais promissoras da Suécia. 11 faixas autorais e um cover: “Whipping Post” do Allman Brothers Band com participação de Jean-Paul gaster, do Clutch.

O quarto álbum, “Bury Your Roots” (2011) consolidou todo o sucesso do grupo. Agendas de shows cada vez mais concorrida e participação em vários festivais naquele mesmo ano.

Seu mais recente disco, “The Search Goes On”, lançado em fevereiro deste ano (2014), continua com ótimas vendas.

Thomas "Juneor" Andersson é um guitarrista de mão cheia. Seus riffs são muito semelhantes com os de Jimi Hendrix e Robin Trower, e isso tem feito com que muitos já o tenham como inspiração. Toda essa técnica tem trazido um som de cada vez mais impacto para a banda, aliado a uma “cozinha” competentíssima.

Conhecidíssimos na Europa. Pouco, apesar da turnê juntamente com o Clutch, pelos EUA. E completamente desconhecidos na América do Sul. E já está na hora desta história mudar!!!!

Discografia


0 comentários:

Postar um comentário