Twitter Facebook Google Plus Youtube

Southern Rock Rádio

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Black Stone Cherry - Magic Mountain (Review)

Black Stone Cherry - Magic Mountain (Review)

Após lançar dois discos sensacionais ("Black Stone Cherry", e "Folklore and Superstition"), e um razoável ("Between the Devil and the Deep Blue See"), os americanos do BLACK STONE CHERRY retornam aos trilhos com este seu quarto disco, mostrando mais uma vez o motivo de serem aclamados como uma das bandas mais promissoras do rock contemporâneo.

Se o disco anterior da banda fez muitos fãs se decepcionarem pelo caminho mais comercial e menos pesado seguido, dessa vez a coisa é bem diferente, pois sem dúvida temos aqui talvez o material mais pesado já composto pela banda.
A faixa de abertura, "Holding On... To Letting Go", por exemplo, já mostra que a banda procurou seguir por caminhos mais agressivos, com riffs galopantes, e até alguns breakdowns de tirar o chapéu, mas sem deixar para traz o seu lado mais melódico, em especial nas grudentas melodias vocais.
Assim, é perceptível que as influências de stoner metal, já perceptíveis nos discos anteriores da banda, estão ainda mais evidentes no novo álbum, assim como as de southern rock.
As duas faixas seguintes, “Peace Pipe” e “Bad Luck And Hard Love”, e também o hit e música de trabalho “Me and Mary Jane”, também trazem latentes esses elementos, com riffs agressivos e cheios de groove, e ótimas linhas vocais, em special nos refrãos marcantes.
Em “Runaway”, uma balada um pouco sem sal e melosa demais, as coisas desandam um pouco, mais logo voltam ao normal com a energetic faixa título, que lembra uma mistura de bandas como SPIRITUAL BEGGARS e NICKELBACK, por mais estranho que isso possa parecer.
Os demais destaques positives ficam para “Fiesta del Fogo”, bem intense; “Hollywood in Kentcky”, uma verdadeira balada southern cheia de ótimas melodias, e um final alucinante; e “Remember Me”, que encerra o disco novamente com uma dose considerável de peso. O negative para “Sometimes”, aquela típica balada que quer ser emocional e marcante, mas só consegue ser piegas e desnecessária.

Track List:
1. Holding On..To Letting Go
2. Peace Pipe
3. Bad Luck and Hard Love
4. Me and Mary Jane
5. Runaway
6. Magic Mountain
7. Never Surrender
8. Blow My Mind
9. Sometimes
10. Fiesta del Fuego
11. Dance Girl
12. Hollywood in Kentucky
13. Remember Me

Review por Júnior Frascá originalmente publicado no Whiplash


0 comentários:

Postar um comentário