Twitter Facebook Google Plus Youtube

Southern Rock Rádio

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Jackyl

Jackyl

O Jackyl foi formado pelo insano Jesse James Dupree (Vocal e Motosserra), Jeff Worley e Jimmy Stiff (Guitarras),  Thomas Bettini (Baixo) e Chris Worley (Bateria).

Antes mesmo de assinarem contrato com uma grande gravadora, a Jackyl já era conhecida na Geórgia por seus shows insanos e lendários. Jesse James Dupree solava em uma motosserra, no fim, cerrava um banquinho e jogava os pedaços para a platéia. Performance essa, ainda hoje pode ser vista nos shows da banda.

A banda assinou com a Geffen Records, e em 1992 e lançou seu álbum de estréia, o auto-intitulado "Jackyl". O álbum recebeu disco de platina e apresentou sucessos notáveis do Rock N' Roll como "Down On Me", "Dirty Little Mind", "When Will It Rain", "I Stand Alone" e, sobretudo, "The Lumberjack" a música a qual o vocalista Jesse James Dupree realiza o solo com uma motosserra. A canção "She Loves My Cock" foi vetada, devido o conteúdo sugestivo que continha nela. Um K-Mart na Geórgia se recusou a vender o álbum, mas a banda não deixou barato. Eles apareceram tocando em frente a loja em cima de um "caminhão palco", causando o maior tumulto, tudo como uma forma de protestar a censura, que só acabou com a chegada da polícia, mas o protesto já estava feito. A filmagem do evento foi usada para o clipe da música "I Stand Alone".

Em 1993, como prova de sua insanidade, o vocalista Jesse James Dupree apareceu pelado na revista Playgirl, assim como "algumas" vezes nos shows ao vivo.

Em 1994, a era grunge estava em alta, e mesmo sem "aquele" total apoio da Geffen Records, a banda lançou o álbum "Push Comes To Shove", ganhando disco de ouro e dominando as paradas da Billboard. Foi um dos anos mais importantes na carreira da banda. Em agosto, a banda se tornou uma das mais aclamadas no Woodstock de 1994, que aconteceu em Saugerties, New York.

A banda largou a Geffen Records e fechou com a Epic Records. O álbum "Cut the Crap" foi lançado em 1997, supervisionado pelo produtor Mike Fraser (AC/DC, Metallica) e Kevin Shirley (Silverchair, Aerosmith). O álbum emplacou nas rádios de rock o hit "Locked and Loaded", onde Jesse James Dupree fez um dueto com Brian Johnson (AC/DC). Foi a primeira vez que Brian Johnson tinha gravado com uma outra banda, desde que ele entrou no AC/DC.

Uma coleção de lados-B intitulado "Stayin' Alive" foi lançada pela gravadora Shimmering Tone Records, em 1998, mas o maior destaque do ano foi lançado pela Geffen Records, um The Best Of chamado "Choice Cuts", incluindo três canções inéditas da banda.

A banda ganhou foi incluída em duas categorias do Guinness Book of World Records, banda com maior número de shows realizados em 50, a banda tocou 100 vezes nesse período, e a banda que mais fez shows em 24 horas, a banda fez 21 shows.

Em 2000, a banda deu uma pausa. Jesse James Dupree passou a se focar em seus projetos solos. Em 2002, o baixista Thomas Bettini e o guitarrista Jimmy Stiff deixaram a banda. A banda voltou com um novo line-up: agora sendo Jesse James Dupree (Voz, Motosserra e Guitarra), Jeff Worley (Guitarra), Roman Glick (Baixo) e Chris Worley (Bateria).

Em 2002, a banda lançou o álbum "Relentless" pela Humidity Records. E mais uma vez a banda contou com a colaboração do vocalista Brian Johnson (AC/DC), dessa vez com na música "Kill the Sunshine".

Em 2003, a Universal Music junto com a Geffen Records, lançam "20th Century Masters - The Millennium Collection: The Best Of Jackyl". Em 2004, eles lançam o CD e DVD ao vivo "Live at the Full Throttle Saloon", pela Sanctuary Records. O show foi gravado e filmado no verão de 2003 em Sturgis, Dakota do Sul, como parte do lendário festival anual de motoqueiros realizado por lá.

Em 2010, a banda retornou com o álbum "When Moonshine and Dynamite Collide", pelo selo Mighty Loud. O álbum foi gravado no estúdio que fica no quintal do Jesse James Dupree, em sua casa perto de Atlanta. A banda mostrou que não aderiu as novas tendências musicais, eles continuam tocando um Southern Rock sem frescuras, selvagem e com um teor elevado de humor sujo.

Biografia originalmente publicada no blog A Taberna do Putardo


0 comentários:

Postar um comentário