Twitter Facebook Google Plus Youtube

Southern Rock Rádio

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Indigenous

Indigenous

Indigenous ganhou destaque no final de 1990 quando os irmãos Mato Nanji (vocais  e guitarra), Pte (baixo), sua irmã Wanbdi (bateria e vocais), e seu primo, Horse (percussão) começaram a tocar músicas de sua tribo - Mah-TOE Non-GEE - em versões Blues Rock, nos diversos bares da região de Dakota do Sul. Sua música é fortemente influenciada pelo guitarrista Stevie Ray Vaughan, assim como Jimi Hendrix e Carlos Santana. O estilo e habilidade de Mato Nanji têm recebido comparações com cada um desses guitarristas.

A banda também dividiu o palco com artistas de diferentes gêneros musicais, tais como BB King, Santana, Bonnie Raitt, Joan Baez, The Indigo Girls, Jackson Browne, Dave Matthews Band e Los Lonely Boys, além de turnês solo.

Os membros do Indiginous cresceram numa reserva indígena de Dakota do Sul chamada Yankton, onde seu pai, Greg Zephier, tornou-se um porta-voz dos direitos indígenas americanos. Um músico em seu próprio direito durante os anos 1960 e 1970, Zephier mostrava a seus filhos discos de artistas como BB King, Buddy Guy, Freddie King, lhes ensinando a tocar seus respectivos instrumentos. A família começou a excursionar junto, e logo as crianças estavam realizando por conta própria.

O grupo lançou seu álbum de estréia, “Things We Do” pela Polydor Records em 1998. Em 1999 o grupo ganhou três American Music Awards para o seu disco de estréia, incluindo dois prêmios mais importantes: Álbum Of The Year e Group Of The Year. A faixa “"Now That You're Gone" alcançou a posição  22 na Billboard Mainstream Rock, fazendo o primeiro grupo nativo indígena a atingir tamanho patamar.

BB King se tornou um fã declarado, os convidando para se juntar à sua Blues Festival Tour.
Mais tarde naquele ano, lançou o EP “Blue This Morning”, além do disco “Live at Pachyderm Studios”. Ganhou dois Native American Music Awards de Melhor álbum e como grupo do Ano em 2000.

Seu próximo disco, “Circle” se estabeleceu em nono lugar na Billboard sendo um dos dez melhores álbuns de Blues Rock de todos os tempos.

Com diversos prêmios na bagagem era chegada a hora de lançar mais um disco, o auto intitulado “Indiginous” (2003) pela gravadora Zomba Records.

Em 2006, após gravar “Chasing The Sun”, a banda se separa. Mato manteve o nome do grupo e excursionou com um novo line-up.

A nova formação - com apenas o irmão Mato - continua na ativa, gravando discos e participando de jams normalmente. Como toda a banda a separação se deu a ideologias completamente opostas (e/ou desentendimentos) a de seus irmãos. E cada um segue com a carreira a seu modo.


0 comentários:

Postar um comentário