Twitter Facebook Google Plus Youtube

Southern Rock Rádio

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Black Label Society

Black Label Society

A banda teve início em maio de 1998, quando Zakk Wylde, ex-guitarrista de Ozzy Osbourne, chama Phil Ondich para tocar com ele em um concerto solo na Itália. Nick Catanese, amigo de Zakk Wylde, recomenda Phil para o cargo de baterista.

Zakk e Phil decidiram chamar a banda de "Hell's Kitchen" (bairro de periferia de Nova Iorque) e o seu primeiro álbum de "Sonic Brewery". Entretanto, por não conseguirem uma marca registrada para "Hell's Kitchen", tiveram que trocar o nome da banda para Black Label Society. O nome do primeiro álbum foi mudado para "Sonic Brew".
O segundo álbum da banda, Stronger Than Death, saiu em 2000, com DeServio sendo substituído por Steve Gibb. Ondich foi substituído por Craig Nunenmacher em julho de 2000, gravando com a banda seu álbum de estréia: Alcohol Fueled Brewtality. Pela frente veio 1919 Eternal, em 2002. Steve Gibb foi temporariamente substituído por Mike Inez do Alice in Chains durante a turnê do Ozzfest 2001, então Robert Trujillo assumiu as linhas de baixo da banda no ano seguinte.

Em 2003, Trujillo entrou para o Metallica, deixando aberta a vaga de baixista no Black Label Society, o que deu espaço para Inez voltar a banda para uma curta turnê de duas semanas, com o álbum The Blessed Hellride. James Lomenzo se juntou a banda em 2004 após o lançamento de Hangover Music Vol. VI, último álbum da banda lançado pela Spitfire Records.

Em 2005, depois de assinarem com a Artemis Records, Mafia foi lançado. Em outubro, Lomenzo deixou a banda e foi substituído pelo baixista original da banda, John DeServio. Em 2006, a banda deixou a Artemis Records e assinou com a Roadrunner Records, lançando o álbum Shot To Hell.

Em 2008 se apresentou pela primeira vez no Brasil junto com Ozzy, dia 3 de abril de 2008 no Rio de Janeiro, dia 5 de abril de 2008 em São Paulo.

Em 2011 foi anunciado que o ex-baterista da banda de Gothic Metal Type O Negative, Johnny Kelly, é o novo baterista da banda, substituindo Will Hunt.

Mais uma vez o Black Label Society troca de baterista em 2011, dessa vez o substitudo de Johnny Kelly é Mike Froedge

Em agosto de 2011 a banda retorna ao Brasil pela segunda vez, mas dessa vez como headliner passando por Curitiba, São Paulo, Porto Alegre e Goiânia.

Em setembro de 2011 o Black Label Society anuncia pela terceira vez no ano a troca de seu baterista, dessa vez quem entra para substituir Mike Froedge é Chad Szeliga (ex-Breaking Benjamin, Ourafter).


Em 2014 o Black Label Society lança mais um álbum de estúdio, Catacombs of the Black Vatican, e apresenta sua nova formação com Dario Lorina ( EX-LIZZY BORDEN), na guitarra.



0 comentários:

Postar um comentário